CEIC
o Espiritismo

Palestras Públicas
Em julho celebra-se o Dia da Caridade

Comemorada dia 19 de julho no Brasil, a data foi instituída a partir do decreto oficializado pelo então presidente Humberto Castelo Branco, com a Lei nº 5.063, em 4 de julho de 1966.
Este dia tem como objetivo difundir a solidariedade e incentivar as práticas voltadas ao exercício do bem.

A caridade possui um significado especial para a Doutrina Espírita. Conforme os ensinamentos do Espiritismo, a caridade perpassa pela relação com os indivíduos e pelo amor ao próximo.
Um capítulo do Evangelho Segundo o Espiritismo é direcionado justamente à este valor, compondo o nome “Fora da caridade não há salvação”, de acordo com as instruções dos espíritos codificadas por Allan Kardec.

É possível dividir a caridade ainda, em duas perspectivas: a caridade material e a moral, segundo essa obra. A primeira compreende a doação de bens, o auxílio ao próximo manifestando-se no mundo físico. Já a segunda envolve a reciprocidade, elevando-se na proporção que o orgulho e o egoísmo são suprimidos.

Na questão 886 do Livro dos Espíritos, o conceito de caridade moral é concebido como sendo benevolência (altruísmo) para com todos, indulgência (tolerância) para com as imperfeições alheias e perdão das ofensas.

Refletir sobre essas palavras pode facilitar a compreensão de um valor tão nobre quanto a caridade. A verdadeira aplicação contudo, é um desafio permanente para todo cristão.

“A verdadeira generosidade adquire toda a sublimidade, quando o benfeitor, invertendo os papéis, acha meios de figurar como beneficiado diante daquele a quem presta serviço. Eis o que significam estas palavras: “Não saiba a mão esquerda o que dá a direita.”

(Evangelho Segundo o Espiritismo, cap. XIII)
Stephanie Munhoz.

 

 

 
 
Av. Visconde de Guarapuava, 5434 - Batel - Curitiba - Paraná - Fone |41| 3015.2466 - ceic@ceic.org.br